domingo, abril 18, 2021
Siga-nos

Projetos

Projetos

Todos sabemos que a alimentação é um determinante-chave da saúde em todas as fases da vida. Mas será que nos alimentamos adequadamente e que somos os melhores modelos para as crianças quanto a estes hábitos? Como podemos, de uma forma simples e prática, proporcionar a melhor nutrição às nossas crianças e assim contribuir para que atinjam o seu potencial pleno? 

Estas e outras questões afins estarão sob análise na sessão 9 da nossa Escola de Pais, “Saúde à mesa e na lancheira”, que irá ser dinamizada online no próximo dia 12 de abril de 2021, às 19h, pela Doutora Raquel Leitão.

 

Nota biográfica da Formadora:

Raquel Leitão é nutricionista docente, licenciada em Ciências da Nutrição pela Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação da Universidade do Porto, mestre em Controlo de Qualidade na especialidade “Água e Alimentos” pela Faculdade de Farmácia da Universidade do Porto, e doutorada em Estudos da Criança, especialidade de Saúde Infantil, pela Universidade do Minho. Exerce a sua atividade profissional como Professora Adjunta no Instituto Politécnico de Viana do Castelo (IPVC), em várias das suas escolas, sendo responsável pela lecionação na área da Nutrição Humana e ciências afins. É membro da Ordem dos Nutricionistas e do Centro de Investigação em Estudos da Criança.  Foi Coordenadora do CTeSP de Intervenção Educativa em Creche (2015-2018) e do Curso de Mestrado em Educação Pré-escolar (2018-2020) na Escola Superior de Educação do IPVC.

Projetos
Perante as notícias da catástrofe ocorrida em Timor no passado dia 04 de abril, os alunos do 8.ºB da Escola António Feijó,  as  professoras envolvidas no Intercâmbio com a Escola Portuguesa de Díli e a Equipa da Direção do Agrupamento de Escolas António Feijó não puderam deixar de enviar uma mensagem solidária aos seus colegas timorenses, principalmente aos que, de uma ou de outra forma, foram vítimas das inundações que assolaram a sua cidade.
Os sentimentos que motivaram esta ação prendem-se com a proximidade criada através do referido intercâmbio, que tem sido desenvolvido entre as duas escolas no presente ano letivo.
O ser humano tem a capacidade de ganhar força onde pensa que não existe, é capaz de partilhar o pouco, pois o pouco torna-se muito quando a confiança, a esperança e a fraternidade são os pilares da pátria e do lar. É no renascer de um sorriso, num abraço sentido, na simpatia de um povo, que a coragem faz a união para ultrapassar os momentos difíceis da vida.Nós temos muito mais que um intercâmbio cultural/pedagógico. Nós sentimos paixão pela vossa terra, amizade pelos vossos jovens, professores, educadores, enfim, pelo povo Timorense.De Ponte de Lima enviamos muita luz, sol, alegria, paz, saúde e amor para Dili.
Que os vossos olhos nunca deixem de ver um arco-íris, as suas cores e os seus significados. E que a prosperidade seja sempre o horizonte.
Projetos
A Escola Básica da Feitosa tem vindo a trabalhar na implementação de um novo projeto pedagógico, com a construção e manutenção de horta e espaços para animais, onde os alunos trabalham ao ar livre e alimentam os animais num galinheiro. 
O desenvolvimento de novas experiências educativas e a transmissão de valores associados ao mundo rural, alimentação e ambiente são fundamentais para a formação das nossas crianças e jovens, estando de parabéns toda a comunidade educativa pelo envolvimento neste processo coletivo.
Projetos
A Turma P4C, da escola Básica de Ponte de Lima  foi a vencedora concelhia do projeto “No Poupar está o Ganho”, uma iniciativa da Fundação Cupertino de Miranda, na qual a Comunidade Intermunicipal do Alto Minho (CIM do Alto Minho) continua a ser parceira neste ano letivo de 2020-2021. A referida turma foi uma das 12 turmas de diferentes níveis de ensino do Alto Minho que venceram as Olimpíadas de Educação Financeira (OEF). Inserida no escalão do 3º/ 4º anos do ensino básico, a turma P4C da Escola Básica de Ponte de Lima conquistou o prémio juntamente com a turma M4 da Escola Básica de Cruzeiro, Moledo, de Caminha; a turma do 1º/ 4º A da Escola Básica de Pomares, de Melgaço;  e a turma do 4º C da Escola Básica de Monserrate, de Viana do Castelo.
 
Apesar de todas as dificuldades impostas no atual contexto pandémico, as diferentes turmas do Alto Minho surpreenderam, mais uma vez, com bons resultados, superando outros municípios, quer da região Norte, quer a nível Nacional.
 
Esta ação da Fundação Dr. António Cupertino de Miranda destinou-se a alunos de todos os níveis de ensino, de 36 municípios da região Norte, tendo participado um total de 3.858 alunos, de 190 turmas. Concebida em 2010 para promover a literacia financeira junto de crianças e jovens em idade escolar, teve como objetivo incentivar o interesse dos alunos do primeiro e segundo ciclos do ensino básico pelos temas da educação financeira para que, de forma lúdica, se consciencializem da importância do dinheiro e adquiram competências com vista à aquisição de um comportamento responsável do ponto de vista financeiro.
 
As olimpíadas materializam-se num “quizz” cujas questões tinham de ser respondidas corretamente e no menor tempo possível. As perguntas aludiram aos vários temas de Educação Financeira que, de acordo com o Referencial de Educação Financeira publicado pelo Ministério da Educação, devem ser lecionados no primeiro e segundo ciclos do ensino básico. 
 
Importa destacar que este ano não se realizou a cerimónia física de entrega de prémios, que foi substituída por uma sessão em vídeo de apresentação de vencedores disponível em: https://youtu.be/_5a8-fT30-8 
 
O projeto “No Poupar Está o Ganho” é apoiado pelo programa Portugal Inovação Social, através do Fundo Social Europeu, no qual participam um total de 9.200 alunos.
 
(baseado no notícia da CIM-Alto Minho em http://www.cim-altominho.pt/noticias/detalhes.php?id=881.
Projetos

Arranca hoje a 4.ª edição das "Aulas À La Carte", uma iniciativa que se insere na estratégia de diversificação pedagógica e flexibilidade curricular do Agrupamento António Feijó. Nas contingências do atual estado da vida escolar, decorrerão na sua maior parte em regime não presencial, sendo uma oportunidade única de conhecer propostas pedagógicas de diversas entidades ligadas à educação e formação de crianças e jovens, fisicamente afastadas mas, ao mesmo tempo, a um clique de distância!

Através da criação de novos momentos e espaços para o pleno desenvolvimento de competências do século XXI, a atividade constitui-se uma iniciativa de gestão curricular autónoma, que visa a promoção de uma cultura de liberdade de escolha, respeito pela diferença e gosto pelo conhecimento. Esta 4.ª edição encontra, nas contingências do atual estado da vida escolar, uma oportunidade única de conhecer propostas pedagógicas de diversas entidades ligadas à educação e formação de crianças e jovens, fisicamente afastadas mas, ao mesmo tempo, a um clique de distância! E será neste modo à distância, que tem colocado árduos desafios a professores e alunos, que poderemos conhecer os bastidores do projeto #EstudoEmCasa, de parceria da Direção Geral de Educação (DGE) com Rádio e Televisão Portuguesa. Segundo a DGE, este projeto mantém como objetivo promover uma escola próxima de todos, implicando uma articulação com o trabalho desenvolvido ou a desenvolver pelos docentes de cada uma das escolas. Estes conteúdos televisivos são um apoio para os alunos que estão em casa sem outra forma de conetividade digital, bem como um recurso para todos aqueles que queiram aceder a um conjunto de blocos pedagógicos e até como ferramenta pedagógica para os professores em ensino a distância. Assim, durante a semana de 22 a 26 de março de 2021, todos os alunos do Ensino Básico do Agrupamento terão a oportunidade de assistir a uma aula à sua escolha, a partir de um conjunto de aulas sobre assuntos de complemento curricular: curiosidades, aprofundamentos ou outras perspetivas.

O programa completo pode ser consultado AQUI!

Entrar ou Registar-se